Energia Psíquica ( Anima e Animus, Persona e Sombra )

Anima e animus são termos latinos que indicam a imagem da alma de um indivíduo, respectivamente masculina ou feminina. Estes termos foram introduzidos por Jung para simbolizar a característica contra-sexual de cada indivíduo, parte do princípio da complementariedade, através do qual a psique se move. São as energias psíquicas, segundo Jung que vão nos trazer equilíbrio entre o nosso feminino e masculino. No livro Eu e o Inconsciente (2008) Jung diz sobre anima:  “uma imagem coletiva de mulher no inconsciente do homem, com o auxílio da qual ele pode compreender a natureza da mulher.” (2008b, p.66). Enquanto o animus é então a energia que traz para a mulher ressaltar nela características masculinas, como a força, a lógica, e tudo o que vem do ” homem primitivo “. Lembrando que  que estamos falando de conteúdos do inconsciente, a anima e o animus abrangem disposições complementares a vida consciente do homem e da mulher respectivamente. Eles possuem todas aquelas qualidades comuns que faltam à atitude consciente.

Sobre a Persona, esta seria nossa postura perante a sociedade em geral, seja no trabalho, na faculdade ou em outros grupos sociais. Quanto mais dissociada de nosso eu interior, mais será utilizada como uma máscara, por meio da qual vestiremos qualidades que na realidade não possuímos, mas que não obstante atribuímos à nossa personalidade social. Um bom exemplo de persona é de ser mãe, que também pode ser um dos arquétipos da vida.

Sombra é a energia oculta na sua psique, tudo que é rejeitado pelos padrões sociais e por si mesmo, aquilo que é definido como contrário à moral, do domínio da força bruta, ou seja, o monstro escondido dentro de cada um, o inconsciente é povoado com estas criações mentais ali reprimidas, e sem a limpeza constante deste conteúdo mental, é impossível o Homem ser livre, pois o fato de não pertencer à esfera da consciência não significa que a sombra deixe de influenciar as atitudes humanas, a sombra muitas vezes não está consciente para nós, nesse caso vemos no outro o mesmo aspecto, para conhecer sua  sombra, veja o que te incomoda tanto nas outras pessoas. E cuidado, quanto maior é sua luz, maior será sua sombra, cuidar dela, conhecer e acolher é a melhor de forma de evitar os impulsos.